Tendo em conta o cenário de conflito que assola o norte do país estabelecer a paz e coesão social é um dos pilares do nosso plano estratégico (2020-2030) e envolve diversas perspectivas!
Uma das necessidades que identificamos durante os nossos trabalhos no norte do país (em Cabo Delgado especificamente) é o acompanhamento das vítimas dos conflitos extremistas do ponto de vista de saúde mental: muitos deslocados apresentam sinais de stress pós-traumático, assim sendo iremos começar com a implementação de inúmeras actividades orientadas para a minimização deste factor e contribuir para a paz e coesão social !
Para dar início as actividades, entre os dias 29 de Julho e 03 de Agosto ocorreram na cidade de Pemba, encontros formais entre a equipa da Fundação MASC, a nossa parceira na iniciativa , Dra Ana Isabel Mota – Neuropsicologia Clínica (especilista em neuropsicologia e contra -extremismo) e os seguintes actores: Governador da Província de Cabo Delgado (Valigy Tauabo), Bispo de Pemba (Dom Jose), Directora Provincial de Género, criança e acção Social (Regina Martins) e o Padre Fonseca (responsável pela Rádio Sem Fronteiras)
O balanço dos encontros efectuados até ao momento foram bastante animadores, significaram a reafirmarção do compromisso de apoiar a resiliência das vítimas do conflito! O nosso intuito é continuar a colaborar e envolver o maior número possível de actores diversificados que sejam importantes para o processo.