No passado dia 8 de Abril, mulheres dos grupos de poupança facilitados pela Fundação MASC, representantes de  9 comunidades do distrito de Sanga em Niassa (Mapuje 1 e 2, Mualulu, Nassenhenge, Lidgego, Ngongote, Malelia, Miala, Bagarrila) deram continuidade ao processo de advocacia para melhoria dos serviços básicos prestados em suas comunidade. Este exercício tem como base a última mesa redonda distrital realizada por distrito no ano passado (2020).

Este processo será replicado e acompanhado em mais  3 distritos (Sanga, Chimbonila e Lichinga tendo actualmente iniciado com as membros representantes de Sanga) aonde as acções de Empoderamento das Mulheres estão sendo levadas a cabo.

Nesta ordem de ideias as representantes dos grupos de poupança apresentaram as diferentes irregularidades referentes a provisão de serviços básicos nas suas comunidades, aprenderam a que entidades apresentar as suas preocupações , e receberam apoio para a elaboração de cartas específicas para alguns serviços. Uma das preocupações da Fundação MASC, na dinamização dos ´´seus´´ grupos de poupança é a sustentabilidade da Acção e o empoderamento das próprias mulheres, por isso torna-se necessário ensina-las sobre diferentes mecanismos de ter acesso aos seus direitos. De recordar que a abordagem para o empoderamento das mulheres dos grupos de poupança é holística, além da componente financeira também possui a social e política, para entender exactamente como funcionam clique aqui.

Esta actividade faz parte de um leque de actividades financiadas pelo PAANE.