Doze jornalistas de seis Rádios Comunitárias das provinciais de Nampula e Cabo Delgado, norte de Moçambique, beneficiaram, nos dias 25 e 26 de Maio corrente, de um treinamento sobre cobertura jornalística de serviços sociais básicos nos distritos.

Trata-se de jornalistas das Rádios Comunitárias de Mongicual, Angoche , Nacala à Velha e Moma, na província de Nampula, e dos distritos de Mecúfi e Balama, na província de Cabo Delgado.

A formação, de dois dias, teve lugar na cidade de Nampula, a chamada capital do norte de Moçambique.

Durante os dois dias, os jornalistas aprenderam sobre a governação, políticas públicas e o respectivo processo de implementação e monitoria, com destaque para as áreas da saúde, educação, agricultura, transportes e infra-estruturas, eleitas pelos participantes como as mais críticas nos seus distritos.

Os jornalistas foram, também, treinados sobre técnicas de identificação, pesquisa e processamento jornalístico de informações sobre serviços sociais básicos.

No fim da formação, eles fizeram uma avaliação positiva, prometendo usar os conhecimentos adquiridos para advogar pela melhoria das condições de vida e do bem-estar das respectivas comunidades.

A formação de Nampula marcou o início da implementação do projecto “Jornalismo Cidadão”, uma das iniciativas da Fundação MASC, inserida nos esforços para garantir o Acesso Melhorado aos Serviços Sociais Básicos, um dos Pilares do Plano Estratégico 2020-2030 desta Organização da Sociedade Civil que trabalha em prol da promoção da boa governação e de um desenvolvimento equitativo, justo e inclusivo, em Moçambique.

À luz do projecto, que se pretende estender para outras províncias do país, jornalistas de Rádios Comunitárias estarão envolvidos na monitoria da prestação de serviços públicos nos respectivos distritos, bem como incentivar a participação das comunidades, através das suas estações radiofónicas, na discussão e busca de soluções sobre os desafios nas áreas de saúde, educação, agricultura, transportes, infra-estruturas, entre outras que cada distrito irá eleger como prioritárias.