Inserida dentro do seu plano estratégico 2020-2030, no pilar de construção de paz e coesão social, a Fundação MASC, a Banda Ikwazuni  e o STAE – Cabo Delgado encontram-se a disseminar as faixas musicais nos distritos mais propensos à ataques dos insurgentes, como Montepuez e Chiúre devido a sua proximidade geográfica com as zonas em conflito.

Recorde-se que o álbum da banda Ikwazuni cujo título é ´´Moçambique Yethu – Stop Violência Extremista´´ lançado em Agosto, tem como objectivo com o intuito de contradizer os discursos que invocam a violência, apelando assim para a Paz e Coesão Social de forma inovadora e alternativa (uma parceria com a Albany Associates, Fundação Aga Khan e União Europeia).

No mesmo âmbito estão a ser implementadas diferentes iniciativas que visam o reforço da Coesão Social e Resiliência à Radicalização no Norte de Moçambique, na província de Cabo Delgado em particular, onde a violência extrema deixou centenas de mortos e centenas de milhares de deslocados.

Uma das principais intervenções da Fundação MASC é a promoção de narrativas alternativas e inovadoras, é neste âmbito que surgiu a parceria com a banda musical, oriunda de Cabo Delgado denominada Ikwazuni, que iniciou a produção, gravação e publicação de material discográfico que apelam à paz e coesão Social nas comunidades.

Esta campanha de disseminação de músicas terá a duração de seis dias, conta com uma unidade móvel do STAE equipada com megafones, e abrangi as comunidades que se encontram ao longo da estrada nacional nº1 na Província de Cabo Delgado e distritos de Chiúre, Montepuez e seus postos administrativos e localidades.

#stopviolenciaextremista

 

Não se esqueça que pode ouvir as músicas aqui: