A Fundação Mecanismo de Apoio à Sociedade Civil, abreviadamente designada por Fundação MASC, recentemente aprovou o seu plano estratégico 2020-2030 que tem como visão um Moçambique inclusivo, estável e resiliente, onde as comunidades não privilegiadas são empoderadas para o acesso às instituições políticas e aos recursos. Adicionalmente, os direitos humanos e a justiça social são considerados, as capacidades locais são construídas, as condições de trabalho e prestação de serviços melhorados, a descriminação de género e a vulnerabilidade das comunidades são reduzidas. O novo plano estratégico comporta cinco blocos, nomeadamente: (i) Governação democrática; (ii) Construção da paz e coesão social; (iii) Melhoria do acesso aos serviços básicos; (iv) Meios de subsistência, resiliência e geração de renda; (v) Desenvolvimento Institucional da Fundação MASC. Esta estratégia foi projectada para alcançar os mais vulneráveis em locais mais remotos, de modo a permitir maior envolvimento e apropriação pela comunidade na resolução dos seus problemas. Neste sentido, a Fundação MASC convida todas as Organizações da Sociedade Civil de âmbito nacional interessadas em desenvolver iniciativas nas comunidades a submeter as suas propostas nas áreas que se seguem.