Quem assim o diz é o Governador da Província de Cabo Delgado. Valige Tauabo falava este sábado, 7 de Novembro, na cidade de Pemba, durante a abertura de uma sessão de reflexão sobre estratégias de inclusão dos jovens na solução dos problemas da província.

No encontro organizado pela Fundação MASC (Mecanismo de Apoio à Sociedade Civil), o Governador de Cabo Delgado fez saber que tem estado a acompanhar, com interesse, a iniciativa Incubadora Cívica de Pemba, que julga ser uma ferramenta de preparação dos jovens para os desafios do país.

A Incubadora Cívica de Pemba é uma iniciativa da Fundação MASC, lançada em Abril de 2019, com objectivo de despertar consciência cívica nos jovens, através de promoção de diálogo, reflexão e incentivo à cidadania, bem como criar espaços para os jovens adquirirem competências e habilidades que lhes permitam participar, activamente, do desenvolvimento da província e do país.

“Temos estado a acompanhar, com bastante interesse, a iniciativa Incubadora Cívica da Fundação MASC, que julgamos ser uma ferramenta de preparação dos jovens para se assumirem como líderes que privilegiam o diálogo na solução dos problemas, o que saudamos bastante e encorajamos que prossigam na mesma senda”, afirmou o Governador de Cabo Delgado.

E disse mais: “congratulamos a Fundação MASC por ter criado esta oportunidade que se tem transformado em base para a juventude se envolver cada vez mais na solução dos seus próprios problemas, da sua comunidade e da província em geral”.

Perante uma plateia composta por dezenas de jovens, Valige Tauabo afirmou ainda contar com a  juventude para a remoção dos desafios que Cabo Delgado enfrenta, dentre eles o extremismo violento.

Aliás, sobre os ataques armados na província, instou os jovens a serem vigilantes e a denunciarem os malfeitores.

“Não sejam presas fáceis aos terroristas, não se aliem aos terroristas por causa de promessas enganosas”, recomendou.

Lembrou que o 12 de Agosto deste ano (Dia Internacional da Juventude) celebrou-se sob o lema “Engajamento da Juventude para a Acção Global”, o que é um chamamento aos jovens para juntarem suas vozes, acções e iniciativas em prol do desenvolvimento sustentável.

“Trata-se de uma acção urgente de todos os jovens para removerem os obstáculos que impedem o seu crescimento responsável, conferindo, a cada um de vós, capacidade intelectual, habilidades técnicas e profissionais que permitam o vosso envolvimento na materialização de planos de desenvolvimento sustentável”, anotou.

Por outro lado, o Governador Valige Tauabo garantiu que o Conselho Executivo Provincial de Cabo Delgado vai sempre acarinhar iniciativas de jovens em prol do que chamou de projecto de desenvolvimento de Moçambique.

Prometeu que o Executivo continuará a mobilizar sinergias junto dos parceiros de cooperação, operadores da bacia de Rovuma e demais empresas mineradores bem como de Pequenas e Médias Empresas para priorizarem a formação e geração de mais emprego para jovens a nível local.

 

E o Governador dançou

Além da discussão de estratégias de inclusão dos jovens na solução dos problemas da província, o encontro do último sábado visava também reflectir sobre como a arte pode contribuir nos esforços de integração dos jovens vítimas de terrorismo.

Para o efeito, foi convidada a Banda Ikwazuni, que acabou por levar o Governador de Cabo Delgado à pista de dança. Era para escutar um número, mas Valige Tauabo não resistiu e pediu que a Banda voltasse a tocar o “Moçambique Yethu”, a música que dá título ao álbum e que, três meses depois, se tornou num “sucesso”.

Valige Tauabo dirigiu, pessoalmente, a sessão da dança, naquele que acabou por ser um dos momentos mais marcantes do evento.

Lembre-se que, em Agosto último, a Banda Ikwazuni lançou, em parceira com a Fundação MASC, um álbum musical intitulado “Moçambique Yethu (Moçambique é nosso) – Stop Violência Extremista”, com 12 faixas de apelo à paz e fim da violência.

Trata-se uma das várias acções de promoção das narrativas alternativas que a Fundação MASC está a desenvolver, com apoio da União Europeia e demais Parceiros Estratégicos e junto do Governo de Moçambique, para o reforço da Coesão Social e Resiliência à Radicalização no norte do país, particularmente em Cabo Delgado, usando mecanismos interactivos e inovadores.

Outras narrativas alternativas incluem rádio-novelas e teatros radiofónicos, banda desenhada e mensagens verdadeiras sobre o alcorão.